• 07 OUT 16
    • 0
    Esporão do Calcâneo

    Esporão do Calcâneo

    O osso de maior tamanho do pé é o calcâneo (calcanhar), ele suporta todo o peso do nosso corpo, sofrendo, dessa maneira, um impacto intenso e constante. Uma das queixas mais frequentes para a procura do ortopedista são, exatamente, as dores no calcanhar; microtraumatismos no osso calcâneo podem levar à formação do esporão. Essas mesmas lesões podem, normalmente, desencadear o surgimento da chamada fasceíte plantar (inflamação da fáscia plantar – tecido que recobre a musculatura da sola do pé), além de provocar o aparecimento do esporão de calcâneo. As mulheres são as mais suscetíveis ao problema.cal

    O que é o esporão de calcâneo?

    A planta do pé é composta por estruturas elásticas (músculo) e rígidas (fáscia) que aumentam, na prática, a eficiência do impulso e a força dos músculos flexores curtos dos dedos. O esporão de calcâneo é caracterizado por uma protuberância óssea na base do osso calcâneo (na sola do pé) ou ainda na região posterior do calcâneo (próximo à inserção do tendão de Aquiles).

    Essa inflamação crônica da parte inferior do calcanhar afeta, não apenas, o osso calcâneo, mas também os tendões. E, caso a inflamação se estenda por um tempo prolongado, pode acabar levando à calcificação dos tecidos ao redor do osso do calcanhar, esse fenômeno é o que leva à formação dos esporões. Situações variáveis que causem um estresse crônico à região do calcanhar podem provocar o surgimento de um esporão (curvatura acentuada dos pés, sobrepeso, trabalhadores que fiquem por longo período em pé, salto alto, esportes de impacto nos pés, pisada “errada”).

    Sintomas do esporão de calcâneo

    Dificilmente o esporão causa um sinal aparente, como vermelhidão ou inflamação. O que caracteriza, de fato, o problema é a dor. Geralmente, a dor é pulsante na zona plantar do calcanhar. Mas atenção: nem toda dor nessa região é esporão e há casos em que o esporão de calcâneo não manifesta dor.

    Tratamento para o esporão de calcâneo

    Inicialmente, a inflamação pode ser controlada com repouso e gelo local. Mas nos casos em que há resistência, a melhor forma de tratamento é a fisioterapia que oferece exercícios e alongamentos bem específicos para os pés e as panturrilhas; a grande maioria dos pacientes responde muito bem ao tratamento com fisioterapia. Em alguns casos mais resistentes podemos usar a Acupuntura.

    Como prevenir o esporão de calcâneo

    – Controlar o excesso de peso do próprio corpo para reduzir o estresse provocado sobre os pés;

    – Usar calçados adequados nas práticas esportivas e no dia-a-dia;

    – Evitar permanecer de pé por longos períodos;

    – Fortalecer, regularmente, a musculatura do pé e tornozelo.18841232_el6uf

    Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailby featherDeixe um Comentário →

Deixe um Comentário

Cancelar Comentário

Photostream

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailby feather