• 28 ABR 18
    • 0
    Osteonecrose do Quadril

    Osteonecrose do Quadril

    A osteonecrose, também chamada de necrose avascular ou necrose asséptica, é a morte de uma região do osso, quando o seu suprimento de sangue é interrompido (infarto ósseo); o que causa dor, colapso do osso e pode provocar uma artrose grave. Apesar de poder surgir em qualquer osso do corpo, a osteonecrose surge mais frequentemente no quadril, afetando a região da cabeça femoral, mas também pode ocorrer nos joelhos, ombros, mandíbula, etc.

    hip_avn_anatomy01

    O quadril é uma articulação formada por um componente esférico (fêmur) e um encaixe correspondente em forma de soquete (bacia). Um tecido escorregadio chamado cartilagem articular cobre a superfície da bola e seu encaixe correspondente, criando uma superfície muito lisa, de baixa fricção que ajuda os ossos a deslizarem facilmente um com o outro.

    A osteonecrose do quadril se desenvolve quando o suprimento de sangue para a cabeça do fêmur é interrompido. Sem alimentação adequada, o osso na cabeça do fêmur morre e gradualmente entra em colapso, a cartilagem articular que abrange os ossos do quadril também colapsa, levando a artrite/artrose incapacitante. A causa do desgaste é basicamente mecânica, pois com a perda da esfericidade da cabeça femural, aumenta o atrito ao movimentar o quadril, causando o desgaste em alta velocidade.

    Imagem1_Osteonecrose

    Fatores De Risco

    Há uma série de fatores de risco, não se sabe sempre o que causa a falta de fornecimento de sangue, mas podem ocorrer com:

    • Lesão traumática (luxações do quadril, fraturas de quadril e outras lesões);
    • Alcoolismo;
    • Medicamentos com corticóides;
    • Outras condições médicas (doença de Caisson (doença do mergulhador), anemia falciforme, doenças reumáticas, doença de Gaucher, lúpus eritematoso sistêmico, doença de Crohn, embolia arterial, trombose e vasculite).

    A osteonecrose desenvolve-se em fases (quadril normal e saudável, Fase I, para o colapso da cabeça femoral, Fase IV), a dor no quadril é, normalmente, o primeiro sintoma, na virilha ou região glútea. Conforme a doença progride, se tornará mais difícil ficar de pé e colocar peso sobre o quadril acometido. O tempo de progressão da doença através destes estágios varia de alguns meses a mais de um ano. Diagnosticar a doença precocemente é fundamental, pois alguns estudos mostram que o tratamento precoce está associado com melhores resultados.

    osteonecrose-3

    Exames de imagem ajudam o diagnóstico e a conduta. Raios X (com imagens de estruturas densas), são utilizados para determinar se o osso da cabeça femoral entrou em colapso e em que grau. Ressonância Nuclear Magnética (RNM), mostra alterações precoces no osso que podem não aparecer em um raio-x, mesmo que ainda não cause sintomas.

    1

    O tratamento é feito pelo ortopedista, e consiste em uso de medicamentos para aliviar os sintomas, com analgésico ou anti-inflamatórios, além de repouso (retirar a carga) e fisioterapia, nos quadros iniciais, antes do colapso articular.

    No entanto, o principal tratamento e que gera melhores resultados para a cura da osteonecrose é a cirurgia (realização da descompressão do osso, colocação de um enxerto ósseo ou, nos casos mais graves, a substituição da articulação – prótese de quadril).

    8d5465_ebdaa70f625f4af5b4a9ebaa6d929d3c_mv2

    Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailby featherDeixe um Comentário →

Deixe um Comentário

Cancelar Comentário

Photostream

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailby feather