• 30 MAR 18
    • 0
    Síndrome do Piriforme

    Síndrome do Piriforme

    O piriforme é um músculo da região do quadril, que fica próximo ao nervo ciático e pode causar sua compressão, dando o nome à Síndrome do Piriforme. A dor inicia-se devido a irritação direta ao nervo ciático, já no seu trajeto fora da coluna, causada por fatores funcionais ou anatômicos.

    sindrome-do-piriforme_22767_l

    Entre os fatores associados ao surgimento da síndrome encontramos: hábito de ficar muito tempo sentado, exercícios exagerados para glúteos, variações anatômicas nas quais o nervo ciático passa pelo ventre do músculo piriforme, presença de aderências locais ou bandas fibrosas que restringem o livre movimento do nervo, alterações intra-pélvicas ou após algum trauma na região glútea. Freqüentemente está presente desequilíbrio muscular na região.

    foto6

    O diagnóstico é feito através do exame físico, sendo normalmente necessário complementação por exame de imagem, como ressonância magnética, tomografia, ultrassonografia ou eletroneuromiografia. Nas pessoas com esse diagnóstico as características da dor ciática são:

    • Dor em forma de pontada, facada, sensação de queimação ou de formigamento no glúteo ou atrás da coxa;
    • Dor na região lateral da perna e parte de cima do pé;
    • A dor piora ao ficar sentado e cruzar a perna;
    • A primeira crise na mulher pode ocorrer na gestação, devido ao aumento da peso e tamanho da barriga;
    • Ocorre claudicação (andar mancando) durante uma crise ciática;
    • Pode existir fraqueza da perna, e sensação de dormência na nádega ou na perna.

    O tratamento inicial normalmente é realizado com medicação e fisioterapia, a fisioterapia irá ajudar a reequilibrar o músculo e fortalecer, fazendo atividades de alongamentos e exercícios de fortalecimento. Também é indicado repouso logo no início do tratamento. O tratamento com medicação inclui o uso de analgésicos, anti-inflamatórios não esteroides, e também relaxantes musculares para o controle da dor e inflamação local.

    piriforme-1

    Podem ser associados, em casos que não respondem por completo, o uso de infiltração de pontos gatilho e a Acupuntura.

    O tratamento cirúrgico é muito raro. Geralmente, pode se tentar a descompressão do nervo ciático apenas com a falha do tratamento conservador. Em estudos médicos, mais de 95% dos casos são tratados clinicamente, com medidas conservadores. A associação de atividade física, tratamento farmacológico e não farmacológico é geralmente o suficiente para o alívio das dores.

    corporepx_17_93_008397c6-98bd-4694-ae73-4ff16efb53d2

    Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailby featherDeixe um Comentário →

Deixe um Comentário

Cancelar Comentário

Photostream

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmailby feather